Luiz Valentin Morello, ex-presidente da Chapecoense, morre vítima da covid-19

Faleceu na madrugada desta terça-feira (23), em Chapecó, o desportista Luiz Valentin Morello. Ele é ex-presidente da Associação Chapecoense de Futebol e ex-secretário de esportes do Município.


Receber as principais informações diariamente pelo WhatsApp

O óbito ocorreu às 4 horas na residência, onde Morello era assistido pela esposa e pelos filhos, um deles médico. Luiz tinha 75 anos, sofria de várias comorbidades e foi acometido pela covid-19.

Gaúcho, natural de Nova Prata, era casado com a pedagoga Iraci Fátima Morello e pai de quatro filhos: Emerson Rogério Morello, Everton Alexandre Morello, Luiz Valentim Morello Filho e André Emílio Morello.

Conciliador, agregador e inovador, Morello deu grande impulso no aperfeiçoamento dos desportos e foi um dos grandes artífices na transformação de Chapecó em um importante pólo esportivo nacional.

Em quase 40 anos dedicados aos esportes, recebeu muitas homenagens, uma delas, a honraria máxima do esporte catarinense – a COMENDA DO MÉRITO DESPORTIVO 2007 – foi concedida em 2007 pelo Conselho Estadual de Desportos (CED) de SC.

Foi diretor da Fundação Municipal de Desportos de Chapecó. Coordenou várias edições dos Jogos Abertos de Santa Catarina e Joguinhos Abertos de Santa Catarina.  A fase mais promissora do voleibol em Chapecó – com o time do Frigorífico Chapecó – teve Morello como diretor de esportes, num período de 10 anos. Luiz Morello atuou como presidente do Grupo Esportivo Patussi, diretor administrativo da Secretaria Municipal de Esportes de Chapecó, coordenador regional da Fesporte, vice-presidente da Federação Catarinense de Voleibol e membro do Conselho de Desporto de SC.

Ainda pelo voleibol, foi diretor de esportes do Chapecó/São Caetano, em São Caetano (SP), na disputa do Campeonato Paulista e Campeonato Brasileiro de Voleibol; gerente do departamento de voleibol da Associação Portuguesa de Desportos (SP) nos campeonatos Paulista, Liga Nacional e Taça Brasil; chefe da delegação brasileira de voleibol na Universíade, realizada em Zagreb (Yugoslávia) e supervisor do Departamento de Vôlei do Clube Regatas Vasco da Gama (RJ) nos campeonatos cariocas. Apoiou e fomentou o judô.

Também foi interventor presidente da Federação Catarinense de Bocha e Bolão; secretário da juventude esporte e lazer de Chapecó; secretário-chefe de gabinete da Prefeitura Municipal de Chapecó; diretor municipal de esportes de Chapecó; vice-presidente da Confederação Brasileira de Desportos Terrestres (CBDT); presidente da Associação Chapecoense de Futebol; assessor de finanças do Esporte Clube Internacional de Porto Alegre; presidente da União Pratense de Estudantes Secundários (UPES) e  membro do Conselho de Julgamento e de Justiça Desportiva em diversos JASC.

Na imprensa, desenvolveu atividade de comentarista esportivo na modalidade de voleibol nas Rádios Chapecó e Índio Condá em diversos campeonatos estaduais, nacionais e Jogos Abertos, além de emissoras de televisão SBT, Bandeirantes, Record e participação especial na TV Guaíba e Sport TV, durante Campeonatos Brasileiros e Taça Brasil de Voleibol.

Fonte: ClicRDC

Compartilhe