Ministro da Saúde afirma que até julho mais de 50% da população estará vacinada

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou, em reunião com governadores nesta quarta-feira (17), que pretende entregar, até julho deste ano, 230 milhões de doses da vacina contra Convid-19. Durante o encontro virtual, o chefe da pasta da Saúde informou que ainda nesta semana devem ser fechados novos contratos para a aquisição de novas doses.


Receber as principais informações diariamente pelo WhatsApp

O ministro ainda prometeu que ainda neste mês devem ser entregues mais de 9 milhões de doses da Coronavac, produzida pela farmacêutica Sinovac, e mais 2 milhões de doses da vacina de Oxford, produzidas pela AstraZeneca. Ambas as vacinas já estão em uso no país.

O governador do Piauí, Wellington Dias, que organizou o encontro, afirmou após a reunião que a matéria prima para a produção de vacinas, as IFAS, será a garantia para o cumprimento do cronograma do ministro. “Nós saímos da reunião com a garantia do ministro que teremos um cronograma detalhado, ainda hoje, para os meses de fevereiro e março, que é suficiente para vacinar aqueles 50 milhões de brasileiros da primeira fase, onde está o grupo de maior risco. Destaco como muito importante na agenda, no cronograma de entrega de vacinas, a posição tanto do Butantan quanto da Fiocruz, de que há uma regularização na entrega de IFAS. Esta regularidade é fundamental para que se tenha a segurança do cumprimento deste cronograma de vacinação. Com isto, com planejamento, a gente evita situações de paralização”.

O vice-governador do Paraná, Darci Piana, também participou da reunião e está confiante nas promessas do ministro da Saúde. “Os governadores foram sensatos, as queixas e as preocupações são, na verdade, de todos, e o ministro foi muito firme nas suas posições e está com a estrutura na mão. Aquilo que está sendo colocado a conhecimento do público, que é a distribuição das vacinas, foi muito claro, e que até julho nós teremos mais de 50% da população vacinada, que é o que mais importa neste momento”, salienta Darci.

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, afirmou, por meio de nota, que a logística no estado está preparada para distribuir as novas doses da vacina. Para o governador, se o cronograma for cumprido, em julho 40% da população do estado estará imunizada.

Já o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, informou que o estado aguarda as doses prometidas pelo ministro Eduardo Pazuello. O Ministério da Saúde informou que após as doses previstas para fevereiro, a programação é que em março sejam entregues mais 18 milhões de vacinas da Coronavac e 16,9 milhões de doses da vacina de Oxford.

Mais de 5.400 milhões de pessoas já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no Brasil. O número representa pouco mais de 2,5% da população. A maior cobertura vacinal na região Sul do país foi registrada no estado do Rio Grande do Sul, com 3,16% da população vacinada. O Paraná imunizou 2,23% da população e Santa Catarina conta com 1,8% de cobertura vacinal no estado.

Por Luis Ricardo Machado

Rede de Notícias Regional /Brasília

Crédito da foto: Najara Araujo / Câmara dos Deputados/Divulgação

Compartilhe